Publicado em Deixe um comentário

A Hierarquia dos Anjos: Anjos Celestiais, Terrenos e Caídos

A hierarquia dos anjos é uma estrutura concebida pelos seres humanos para organizar e classificar os anjos de acordo com sua suposta importância ou poder. Embora haja muitas variações, a hierarquia dos anjos é geralmente dividida em três categorias principais: anjos celestiais, anjos terrenos e anjos caídos.

Anjos Celestiais

Na ilustração, é possível perceber uma aproximação de anjos à Deus (Jesus Cristo), estes são os anjos Celestiais.

Os anjos celestiais são os anjos mais poderosos e próximos de Deus. Eles são considerados os líderes e mensageiros de Deus e são responsáveis por transmitir as vontades e mensagens de Deus para os seres humanos. Os anjos celestiais incluem os arcanjos, que são considerados os líderes dos anjos, os querubins, que são os protetores de Deus, e os séraphins, que são os anjos da adoração.

Quais são os anjos celestiais?

  1. Arcanjos: Os arcanjos são os líderes dos anjos celestiais e são os mensageiros de Deus. Alguns dos arcanjos mais conhecidos incluem São Miguel, São Gabriel e São Rafael.
  2. Querubins: Os querubins são os protetores de Deus e são responsáveis por guardar o trono de Deus. Eles são considerados os anjos mais puros e santos.
  3. Séraphins: Os séraphins são os anjos da adoração e são responsáveis por louvar e adorar a Deus. Eles são considerados os anjos mais próximos de Deus e são conhecidos por sua beleza e pureza.

Anjos Terrenos

Anjos Terretres são os mais próximos do homem, normalmente possuem designações de protetores e paz.

Os anjos terrenos são os anjos encarregados de realizar tarefas na Terra, como proteger as pessoas e ajudar a guiá-las. Eles incluem os anjos da guarda, que são os anjos encarregados de proteger as pessoas, os anjos da cura, que ajudam as pessoas a se recuperar de doenças e ferimentos, e os anjos da paz, que ajudam as pessoas a encontrar a paz interior e a harmonia.

Quais são os anjos terrenos?

  1. Anjos da guarda: Os anjos da guarda são os anjos encarregados de proteger as pessoas. Eles são considerados os anjos mais próximos das pessoas e são os responsáveis por proteger as pessoas de perigos físicos e espirituais.
  2. Anjos da cura: Os anjos da cura são os anjos encarregados de ajudar as pessoas a se recuperar de doenças e ferimentos. Eles são considerados os anjos da compaixão e são os responsáveis por trazer conforto e cura para aqueles que estão doentes ou sofrendo.
  3. Anjos da paz: Os anjos da paz são os anjos encarregados de ajudar as pessoas a encontrar a paz interior e a harmonia. Eles são considerados os anjos da tranquilidade e são os responsáveis por trazer calma e tranquilidade para aqueles que estão em conflito ou em situações difíceis.

Anjos Caídos

Anjos Caídos foram anjos expulsos dos reinos de Deus

Os anjos caídos são os anjos que foram expulsos do céu e caíram em desgraça. Eles são frequentemente associados com o mal e são considerados opostos aos anjos celestiais. Os anjos caídos incluem os demônios, que são considerados os anjos mais malignos, e os espíritos malignos, que são os anjos mais fracos e menos poderosos.

Quais são os anjos caídos?

  1. Demônios: Os demônios são os anjos mais malignos e são frequentemente associados com o mal e o pecado. Eles são considerados os inimigos dos seres humanos e são os responsáveis por tentar levá-los ao pecado.
  2. Espíritos malignos: Os espíritos malignos são os anjos mais fracos e menos poderosos. Eles são frequentemente associados com o mal e são os responsáveis por causar problemas e conflitos entre as pessoas.

Onde está Lúcifer?

Pintura “The Fallen Angel” (1847), por Alexandre Cabanel, constantemente usada para designar Lúcifer, o Anjo Caído.

Lúcifer é uma figura mencionada na Bíblia e em algumas tradições judaicas e cristãs. Ele é geralmente associado com a queda dos anjos e é descrito como um anjo caído.

Na Bíblia, Lúcifer é mencionado apenas uma vez, no livro de Isaías. Ele é descrito como o “filho da manhã”, que foi “lançado para baixo” para a Terra. Algumas tradições cristãs o associam com o diabo ou Satanás, enquanto outras o veem como um anjo caído, mas não necessariamente como o diabo.

Na mitologia judaica, Lúcifer é descrito como um anjo poderoso que foi criado por Deus para ser o principal mensageiro. No entanto, ele se tornou orgulhoso e quis se tornar igual a Deus. Como resultado, ele foi expulso do céu e caiu em desgraça. Algumas tradições judaicas o associam com o diabo, enquanto outras o veem como um anjo caído, mas não necessariamente como o diabo.

É importante lembrar que a hierarquia dos anjos é uma construção humana e não é universalmente aceita. Algumas pessoas podem ter crenças diferentes sobre a hierarquia dos anjos ou não acreditar na existência de anjos de maneira alguma. No final das contas, cada indivíduo tem o direito de ter sua própria crença e interpretação da hierarquia dos anjos.